Apocalipse – O começo do fim Parte 7

Baixe essa lição aqui

 

AP 7 – O COMECO DO FIM

Entramos em dos momentos cruciais do cumprimento da agenda de Deus de acordo com anúncios feitos pelos profetas, Jesus e os apóstolos. O toque da sétima trombeta desencadeará uma sequencia de acontecimentos que culminara com a chegada de Jesus à terra para estabelecer seu reino de mil anos de paz. Este tempo terá uma duração de 1240 dias, três anos e meio, de acordo com a ultima semana da profecia de Daniel, e anunciada por Jesus como sendo o tempo da grande tribulação.

 

O toque da sétima trombetas – Ap 11:15-19

O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos. E os vinte e quatro anciãos que se encontram sentados no seu trono, diante de Deus, prostraram-se sobre o seu rosto e adoraram a Deus, dizendo: Graças te damos, Senhor Deus, Todo-Poderoso, que és e que eras, porque assumiste o teu grande poder e passaste a reinar. Na verdade, as nações se enfureceram; chegou, porém, a tua ira, e o tempo determinado para serem julgados os mortos, para se dar o galardão aos teus servos, os profetas, aos santos e aos que temem o teu nome, tanto aos pequenos como aos grandes, e para destruíres os que destroem a terra. Abriu-se, então, o santuário de Deus, que se acha no céu, e foi vista a arca da Aliança no seu santuário, e sobrevieram relâmpagos, vozes, trovões, terremoto e grande saraivada.

 

O toque da sétima trombeta pelo anjo da a entender que estava sendo aguardado com grande expectativa pelos vinte e quatro anciãos, estes seres não são anjos anjos, arcanjos, querubins ou serafins, quando aparecem ligo no começo da revelação, fica bem claro para qualquer um que preste um pouco de atenção que estes vinte e quatro anciãos são os filhos de Jacob, lideres das tribos de Israel, e os apóstolos, tirando Judas e entrando Matias em seu lugar. Eles reagem imediatamente ao toque da trombeta ajoelharam-se aos pés do Senhor e dizendo:

 

1 – V17-18 – Estes vinte e quatro anciãos traziam em seus corações os mesmos sentimentos que qualquer um de nós temos quando vemos pessoas inocentes, fieis, honestas, morais e verdadeiras, pagam pelo bem que fazem, queremos justiça, juízo, e que de alguma forma elas sejam recompensadas pelo mau que receberam. Este tempo finalmente havia chegado para os profetas, todos os santificados pelo sangue do cordeiro no antigo e novo testamento, onde Deus recompensaria a todos, grandes e pequenos, não somente com a vida eterna, mas com outros tipos de recompensas que serão dadas a todos que gozam de uma grande estima pelo Senhor, não amaram suas vidas apesar da morte. Este tempo estava chegando agora, por isso os anciãos adoraram a Deus. Enquanto inicia-se Mas, neste mesmo tempo o Senhor também destruirá os que destroem a terra com seus pecados corroendo o coração do homem.

 

2 – V19 – João naquele preciso momento toma conhecimento de que naquele lugar santo, onde contem todas as coisas de Deus, há ainda um outro ambiente, o lugar santíssimo onde está a arca de Deus, não aquela construída por Moises, mas a original que serviu de modelo e referencia para que Moises construísse a que representava a presença de Deus entre seu povo, os judeus. No céu esta o cordeiro representando o novo pacto do de Deus com o homem, e também a Arca que representava a aliança que tinha para com Israel.

 

– Primeiro ato do começo do fim

Logo após João presenciar esse momento de glória no interior do céu, ele olha para fora, tem o universo como uma tela de cinema onde é projetado o primeiro ato da segunda parte da ultima semana de Daniel. É pra lá que vamos com o apostolo no capitulo 12 onde temos três figuras interessantes, que aparecem num cenário vazio e até então não mencionadas na primeira parte da semana de Daniel, os primeiros três anos e meio, são elas: uma mulher, seu filho, e o dragão. Leiamos Ap 12:1-6 que diz:

 

Viu-se grande sinal no céu, a saber, uma mulher vestida do sol com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça, que, achando-se grávida, grita com as dores de parto, sofrendo tormentos para dar à luz. Viu-se, também, outro sinal no céu, e eis um dragão, grande, vermelho, com sete cabeças, dez chifres e, nas cabeças, sete diademas. A sua cauda arrastava a terça parte das estrelas do céu, as quais lançou para a terra; e o dragão se deteve em frente da mulher que estava para dar à luz, a fim de lhe devorar o filho quando nascesse. Nasceu-lhe, pois, um filho varão, que há de reger todas as nações com cetro de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus até ao seu trono. A mulher, porém, fugiu para o deserto, onde lhe havia Deus preparado lugar para que nele a sustentem durante mil duzentos e sessenta dias.

 

Antes de continuar falando sobre o começo do fim, me sinto no deve de dizer a cada irmão que tem nos acompanhado nessa série, que não estamos aqui tentando revelar o apocalipse, ele já é a revelação, estamos apenas trazendo fatos e situando-os dentro de um cronograma de acontecimentos, além disso disso tomando as figuras e seu simbolismo tornando-as claras diante do que a própria Bíblia em em outras escrituras se refere ao assunto, para isso recorre aos profetas e aos evangelhos.

 

Comparando Apocalipse 12 com Meus 24 e 25

 

Quando, pois, virdes o abominável da desolação de que falou o profeta Daniel, no lugar santo (quem lê entenda), então, os que estiverem na Judéia fujam para os montes; quem estiver sobre o eirado não desça a tirar de casa alguma coisa; e quem estiver no campo não volte atrás para buscar a sua capa. Ai das que estiverem grávidas e das que amamentarem naqueles dias! Orai para que a vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado; porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido e nem haverá jamais. Mt 24:15-21

 

João esta vendo o tempo, ainda no futuro, do qual Jesus havia dito a ele e aos demais apóstolos responde à pergunta sobre quando o reino de Israel seria restaurado para sempre. Primeiro Jesus fala de um perdido de dores de parto, pequeno sofrimento, em seguido anuncia dias muito difíceis, e que ainda não havia sido experimentado, principalmente para os judeus, em toda existência da raça humana na terra. Jesus diz que com o surgimento do anticristo, até então enrustido, fazendo amigo de Israel, mas no final da metadado da ultima semana revela sua verdadeira identidade, então começa uma caça implacável aos verdadeiros israelitas. Jesus disse que os israelitas deveriam fugir de onde estivessem, só com as roupas do corpo. Entenda, esta perseguição não é com o mundo, o mundo estará adorando o anticristo, a idolatria.

 

Quem é a mulher radiante? Sendo assim, a mulher radiante que João viu em fuga, de acordo com o Jesus disse, é parte dos israelitas fieis ao Senhor que fogem para um lugar distante e preparado por Deus, e ficam escondidos por lá durante 1240 dias para que a besta não os encontre e destrua-os. Portanto a mulher não é uma pessoa, mas uma comunidade pura, santa, sem nenhuma contaminação com o mundo em um período de tribulação.

Esta mulher esta gravida, prestes a ter um filho que governará as nações da terra com mão de ferro e todo o poder em suas mãos, uma poderosa ditadura política e religiosa para a reconstrução do mundo destruído pelas pragas e a adoração ao único que é digno de recebe toda honra, glória e poder.

 

Quem é o filho da mulher radiante? Bem, não pode ser Jesus, porque já nasceu, e estamos falando de um tempo que esta terminando em breve. Se não é Jesus, quem é esse filho? Se quem gerou foi uma mulher, e essa mulher não e uma pessoa, só uma figura, então o filho que dela nasceu também não é uma única pessoa, são varias, são aquelas que governaram o mundo com Cristo, é o que João viu. Quem são eles então? Em momento algum diz também que este filho é filho de Deus, e Deus os leva para o céu para não serem mortos pelo dragão. Não se surpreenda, o filho da mulher radiante são os 144 mil marcados já quase no final da primeira parte parte da ultima semana. Eles são os únicos que foram arrebatados da grande tribulação e retornarão com o messias para estabelecer o reino de Cristo.

 

Onde está nossa base para esta afirmação? Primeiro, se a mulher representa Israel, como não deixa nenhuma dúvida, os 144 mil israelitas representam o filho varão, Jesus. Em apocalipse 14:1-5 mostra o nível de relacionamento entre eles e o cordeiro, e sua separação absoluta com qualquer sistema mundano de vida. Quando lançarmos o livro sobre essa série, vou de dar uma enxurrada de textos que comprovam essa verdade, aqui é só uma mensagem para esclarecer alguns pontos cruciais.

 

Quem é o dragão? Quando é revelado o filho da mulher radiante, os 144 mil judeus selados, ao serem selados para não serem tocados pelos juizos de Deus sobre a terra, no toque da sétima trombeta o alvo do dragão, a antiga serpente como diz o texto, o anticristo anunciado por Jesus, são eles, e a única maneira que Deus possui para protege-los da morte é arrebatando-os da terra.

 

Mais uma vez não devemos nos perder no fato de que estamos trabalhando com símbolos e a coisa simbolizada, o drago não é Satanás, ele é o símbolo de Satanás. O grande dragão vermelho é um símbolo apropriado a Satanás, que nas regiões celestiais é visto em seu corpo angelical e quando fala de sua ação na terra é preciso entender que ele esta conveniado com um ser humano. Isto é fácil de entender: quando Jesus falou com Pedro para tras de mim Satanás, era a serpente querendo enganar Jesus por meio de Pedro. Quando Joao fala do grande dragão vermelho perseguindo a mulher radiante com seu exército, esta se referindo à sua ação através do anticristo, mas quando o mesmo apostolo fala de uma batalha nas regiões celestiais, ele esta falando de corpos angelical e grande conflito.

 

A luta do dragão com os remanescentes. Após o fracasso em matar o filho da mulher radiante arrebatado por Deus, ser impedido de alcançar a mulher radiante em sua fuga para deserto tendo parte de seu exército engolido pela terra, o anticristo investe contra uma pequena quantidade de judeus que não fugiu para o deserto, os remanescentes, aqueles que não fizeram aliança com ele, mas não obteve sucesso com eles. Por que? Porque Deus guarda o remanescente.

 

Os remanescentes nos dias de Elias – Rm 11:2-4

Deus não rejeitou o seu povo, a quem de antemão conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura refere a respeito de Elias, como insta perante Deus contra Israel, dizendo: Senhor, mataram os teus profetas, arrasaram os teus altares, e só eu fiquei, e procuram tirar-me a vida. Que lhe disse, porém, a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal.

 

É óbvio que não estamos neste período de sete anos de tribulação, apesar de que o que acontecera naqueles dias é a amplificação do que já vemos hoje em pequenas quantidades. Como o dragão, seu alvo era destruir o filho da mulher, a mulher e alguns dela que ficaram para trás, podemos tomar esse fato futuro, e traze-lo para o tempo de hoje, como também tomar historias do passado e termos diante de nós a consciência que o alvo de Satanás é tudo o que se opõe a ele, hoje sou eu, você e mais uma multidão de verdadeiras testemunhas espalhadas pelo mundo afora.

 

Mesmo em nossa epoca, como houve nos dias de Elias, existem aqueles que se tornaram inimigos do mundo e amigos de Deus, nestes, o mesmo João do apocalipse escreveu em sua carta que aqueles que pertencem a Cristo o maligno não lhes toca mais, mas não é só isso, vejamos o texto completo em 1Jo 5:18

 

Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca.

 

Os que guardam seus mandamentos. Quem são eles? Os remanescentes, eles não andam nas obras de Satanás. Hoje é um grande dia em sua vida, Deus trouxe você aqui por te ama e quer cuidar de você todas as vezes que satanás se levantar contra você. O senhor trouxe você neste culto para você se arrepender das obras de Satanás que estão em sua vida, o Senhor só pode cuidar de você em tempos difíceis se você depender e viver só para ele. (ministração)

 

 

Importante: Avisar aos irmãos que a série muda de dia, sua continuidade será nas terças feira com o bispo Palaroni. Por que? Porque o que vem agora é muito significativo para todos, como por exemplo a revelação do anticristo, o número 666, o milênio, etc …

 

 

 

 

 

2018-10-16T15:04:21+00:00

Sobre o Autor:

Aprendiz e seguidor de Cristo, teologia, marketing, administração, já estudei agora estudo direito. Sou marido, pai, filho, me adotaram como avô e pastor. O que mais amo na minha vida é falar da graça e do amor de Cristo. Dizer a todos que só Cristo nos dá a vida eterna.